Por que incluir a manutenção predial no orçamento da empresa?

Qual a periodicidade da manutenção do SPDA?
17 julho, 2018
Como avaliar as propostas comerciais e ter sucesso na contratação de serviços
21 fevereiro, 2019
Exibir tudo

Por que incluir a manutenção predial no orçamento da empresa?

Tudo o que uma organização construiu não foi por acaso, houve um investimento que precisa ser valorizado. Como em tudo na vida que se constrói ou se conquista, é preciso manter. Como desconsiderar a manutenção do seu patrimônio e de tudo o que foi investido e que é importante para a manutenção do seu negócio?

As demandas de manutenção predial tendem a aparecer emergencialmente, se não forem inclusas no orçamento de forma programada. A falta de manutenção e avaliação dos equipamentos e instalações pode culminar em problemas maiores que vão gerar altos custos não previstos, além de prejudicar a operação da empresa.

Manter as instalações e equipamentos limpos, em bom estado e funcionando bem é o desejo de todo gestor. Mas para isso, é preciso dar importância ao tema e procurar profissionais e empresas especializadas que não só executem o serviço, mas passem segurança e deixem o gestor com o diagnóstico da situação dos seus equipamentos e instalações.

Outra questão é a compra de materiais de última hora sem poder cotar com tempo hábil para escolher um bom preço devido a urgência para corrigir o problema. Um equipamento que nunca passou pela manutenção pode, por exemplo, demandar uma correção de alto custo por esse motivo.

Tenha certeza de que uma operação que é bem cuidada e que não para de funcionar por descuido ou falta de manutenção é muito bem vista pelos clientes e faz com que eles confiem cada vez mais na organização. Seguem abaixo alguns pontos importantes a considerar do porquê incluir a manutenção predial no seu orçamento:

  • Ter o conhecimento do custo para manter as suas instalações e equipamentos em bom funcionamento;
  • Prolongar a vida útil dos equipamentos;
  • Preservar a vida e o bem-estar das pessoas;
  • Evitar a insatisfação dos clientes;
  • Evitar paradas indesejadas da sua operação;
  • Evitar custos elevados não previstos (emergenciais);
  • Evitar o risco de incêndio por sobrecarga e curto-circuito;
  • Evitar o risco de acidentes (choque elétrico, falha mecânica);
  • Trabalhar sobre condições favoráveis;
  • Evitar fiscalizações e/ou penalizações pelos órgãos competentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *